ANUNCIE AQUI
INSTITUCIONAL
Home
Ellianna Teixeira
Expediente
Eventos
Galeria de Fotos
Vídeos
Fale Conosco
 
EDIÇÕES DO JORNAL
Edições Anteriores
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Flash da Cidade
Internacionais
Nacionais
Regionais
  - Brazópolis
  - Itajubá
  - Maria da Fé
  - Pouso Alegre
  - Santa Rita do Sapucaí
 
CLASSIFICADOS
Bares
Contabilidade
Cursos
Diversos
Empresas
Farmácia
Flores
Fotografia
Frios
Hotéis
Imobiliárias
Informática
Lan House
Locação
Locadoras
Lojas
Presentes
Restaurantes
Serviços
Supermercados
Veículos
Veterinário
 
REDES SOCIAIS
   
DIVINO PAI ETERNO
MÃOS ENSANGUENTADAS DE JESUS
PRECISA-SE DE VENDEDOR


O Jornal Informe e Ação está contratando vendedores para trabalhar na região do Sul de Minas.


Quer saber mais?
Entre em contato
(35) 99956-1464
(35) 98818-3391

ABRA SEU PRÓPRIO NEGÓCIO

Entre no site www.jornalitajuba.com.br

Quer saber mais?
Entre em contato
(35) 99956-1464
(35) 98818-3391

SUL DE MINAS
Itajubá
Marmelópolis
Cristina
Piranguinho
Delfim Moreira
Brazópolis
Paraisópolis
São Lourenço
Pedralva
São José do Alegre
Santa Rita do Sapucaí
Pouso Alegre
Maria da Fé
Piranguçú
Wenceslau Bráz
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Aras defende manter proibição ao governo federal de derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento 15/04/2020
 
 
 
Aras defende manter proibição ao governo federal de derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento
Em manifestação ao STF, procurador-geral, Augusto Aras, diz que presidente não pode afastar medidas de prefeitos e governadores de combate ao coronavírus
Por Márcio Falcão e Fernanda Vivas, TV Globo — Brasília

O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou mais uma manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo que cabe ao Executivo federal editar regras gerais de combate ao coronavírus.

Nesta manifestação, Aras também defendeu que o presidente da República não pode afastar medidas adotadas por estados e municípios sobre isolamento, quarentena e restrições ao comércio em razão da pandemia do coronavírus.

O parecer de Aras foi entregue na ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), na qual o ministro Alexandre de Moraes proibiu o governo federal de derrubar decisões de estados e municípios relacionadas ao combate à pandemia.

Aras se manifestou pela manutenção da decisão privisória (liminar) de Moraes.

Segundo o chefe do Ministério Público, a atuação da União para garantir a coordenação nacional e linear sobre normas que tratem de restringir direitos fundamentais não pode esvaziar o papel de governadores e prefeitos.

Segundo o PGR, "há de se buscar o necessário equilíbrio na atuação dos entes federativos, em uma união de esforços, em colaboração, para lidar com o desafio da epidemia de Covid-19 que assola o país”
Em parecer anterior em outro processo, Aras afirmou que a regra geral da União não esvazia o poder de governadores e prefeitos.

Em sua liminar, Moraes afirmou que não cabe ao governo federal invalidar normas locais.

"Não compete ao Poder Executivo federal afastar, unilateralmente, as decisões dos governos estaduais, distrital e municipais que, no exercício de suas competências constitucionais, adotaram ou venham a adotar, no âmbito de seus respectivos territórios, importantes medidas restritivas como a imposição de distanciamento/isolamento social, quarentena, suspensão de atividades de ensino, restrições de comércio, atividades culturais e à circulação de pessoas, entre outros mecanismos reconhecidamente eficazes para a redução do número de infectados e de óbitos, como demonstram a recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) e vários estudos técnicos científicos", escreveu o ministro na decisão.

 
Fonte: Redação / G1
 
 
Confirmação do novo coronavírus no Brasil representa perigo? Há motivo para pânico? 15/04/2020
 
 
 
Confirmação do novo coronavírus no Brasil representa perigo? Há motivo para pânico?
Ao G1, especialistas dizem que a chegada da doença ao país era esperada e que pânico só atrapalha o combate ao Covid-19. Ideal é focar na prevenção e na higiene e seguir as orientações dos órgãos de saúde. Entenda.
Por G1

O primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil assustou muita gente, mas especialistas consultados pelo G1 dizem que não há motivo para pânico e que a chegada da doença ao país era esperada.

"Com essas viagens aéreas que em poucas horas você está em qualquer lugar, o fluxo internacional continua, e não dá para simplesmente fechar os aeroportos", afirma Wladimir Queiroz, infectologista do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, e especialista em doenças infecciosas e parasitárias.

De acordo com Rosana Richtmann, também infectologista do Emílio Ribas e membro da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), o pânico não ajuda em nada e só atrapalha no combate eficaz ao vírus — que, por ser transmitido por vias respiratórias, é difícil de controlar.
"Temos de encarar, ter responsabilidade e seguir as orientações. Vai haver recomendações, provavelmente novas, sobre isso. O próximo passo é evitar a disseminação", explica ela.

Para os especialistas, o importante é focar nos cuidados, principalmente higiene. De acordo com Richtmann, caso uma pessoa esteja doente, é importante ficar em casa para evitar contato e contaminação de outras pessoas.

"Se você estiver doente, não saia de casa. Isso, eu acho, é o mais importante, e é mais difícil em nosso país, que não tem essa cultura de quarentena domiciliar", a médica.
Segundo ela, apesar disso, o Brasil tem poucos casos, ainda é preciso que as pessoas procurem um médico caso estejam vindo de um país com alta circulação de pessoas com sintomas. Isso permite o diagnóstico correto da doença.

Veja outras perguntas e respostas sobre o coronavírus:

Quais são os sintomas da doença causada pelo novo coronavírus?
Que produtos de limpeza matam o coronavírus?
Como o coronavírus é transmitido?
Como se prevenir do coronavírus?
Qual a taxa de mortalidade do coronavírus?
Coronavírus pode contaminar encomendas que vêm da China?
Animais de estimação podem transmitir o novo coronavírus?
Máscaras servem para proteção contra o novo coronavírus?

 
Fonte: Redação / G1
 
 
Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus que surgiu na China 15/04/2020
 
 
 
Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus que surgiu na China
Vírus é apontado como a variação de uma família já conhecida pelos cientistas. Veja o que se sabe sobre origem, transmissão e sintomas.
Por G1

A epidemia do novo coronavírus já deixou mais de 2 mil mortos. Mas por que este vírus está contaminando tantas pessoas? Abaixo, confira o que se sabe e o que ainda falta esclarecer sobre o coronavírus:

Qual é a origem do vírus?
Onde surgiram os primeiros casos?
O que é responsável pela transmissão?
Onde estão as infecções?
Onde ocorreu a primeira morte?
Como ocorre a transmissão?
Quais são os sintomas?
É um vírus que vem pra ficar ou vai "desaparecer"?
Há vacina disponível?
Qual é o status de transmissão entre países?


1. Qual é a origem do vírus?
O novo vírus é apontado como uma variação da família coronavírus. Os primeiros foram identificados em meados da década de 1960, de acordo com o Ministério da Saúde.

O nome do vírus não foi definido pela organização. Temporariamente, recebeu a nomenclatura de 2019-nCoV.

A doença provocada pela variação originada na China foi nomeada oficialmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como COVID-19, em 11 de fevereiro. Ainda não está claro como ocorreu a mutação que permitiu o surgimento do novo vírus.

Outras variações mais antigas de coronavírus, como SARS-CoV e MERS-CoV, são conhecidas pelos cientistas. Eles também chegaram aos humanos por contato com animais: gatos, no caso da Sars, e dromedários, no vírus Mers.

2. Onde surgiram os primeiros casos?
A OMS emitiu o primeiro alerta para a doença em 31 de dezembro de 2019, depois que autoridades chinesas notificaram casos de uma misteriosa pneumonia na cidade de Wuhan, metrópole chinesa com 11 milhões de habitantes, sétima maior cidade da China e a número 42 do mundo. O tamanho é comparável com a cidade de São Paulo, que tem mais de 12 milhões de habitantes.

O surto inicial atingiu pessoas que tiveram alguma associação a um mercado de frutos do mar em Wuhan – o que despertou a suspeita de que a transmissão desta variação de coronavírus ocorreu entre animais marinhos e humanos. O mercado foi fechado para limpeza e desinfecção.

Cronologia da expansão do novo coronavírus descoberto na China
3 . O que é responsável pela transmissão?
Ainda não se sabe como se deu a primeira transmissão para humanos. A suspeita é que tenha sido por algum animal silvestre. O tipo de animal e forma como a doença foi transmitida ainda são desconhecidos. Uma hipótese é que o novo vírus esteja associado a animais marinhos. Entretanto, ao menos duas pesquisas apontam outras possibilidades: uma delas cita a cobra e, outra, os morcegos.

4. Onde estão as infecções?
A maioria dos casos está na China, mas há registros em dezenas de países em 4 continentes.

Na China, a doença foi registrada em todas as províncias do país, incluindo o Tibete, a última a registrar casos. A maior parte dos infectados estão na província central de Hubei.

5. Onde ocorreu a primeira morte?
Na China, em 9 de janeiro. Um homem de 61 anos foi a primeira vítima. O paciente foi hospitalizado com dificuldades para respirar e pneumonia grave, e morreu após uma parada cardíaca. Naquele momento, 41 pessoas já haviam se infectado.

6. Como ocorre a transmissão?
As pesquisas apontam que a primeira transmissão ocorreu de animal para humano. E depois passou a ocorrer de pessoa para pessoa. O que ainda precisa ser esclarecido, de acordo com o infectologista Leonardo Weissmann, é a capacidade de transmissão.

"O vírus é da mesma família dos coronavírus, mas, por ser novo, não se sabe quão contagioso ele é. Sabemos só que as pessoas foram até o mercado da China. Mas qual é o nível de contágio? Pode ser só via aérea, secreções?" – Leonardo Weissmann. infectologista.
Cientistas do Colégio Imperial de Londres estimaram que a taxa de transmissão do novo coronavírus entre humanos é de duas a três pessoas para cada paciente infectado. O relatório, divulgado em 25 de janeiro, é preliminar e foi feito a partir de modelos computacionais baseados em dados de epidemias anteriores.

Raio X do novo coronavírus — Foto: Amanda Paes e Cido Gonçalves/Arte G1

Outro ponto ainda a esclarecer está relacionado ao perfil dos pacientes. Ao menos três estudos científicos já divulgados apontam que homens idosos com problemas de saúde são os mais vulneráveis. A idade média das primeiras vítimas era de 75 anos, segundo o Comitê Nacional de Saúde da República Popular da China. Enquanto isso, um artigo divulgado na sexta (24) na revista "The Lancet" mostra que a maioria dos sobreviventes tem até 49 anos e é saudável.

7. Quais são os sintomas?
Foram identificados sintomas como febre, tosse, dificuldade em respirar e falta de ar. Em casos mais graves, há registro de pneumonia, insuficiência renal e síndrome respiratória aguda grave.

Infecções por novo coronavírus se espalham mais
Infecções por novo coronavírus se espalham mais rápido, mas são menos letais que casos de Sars

8. É um vírus que vem pra ficar ou vai "desaparecer"?
Não se sabe ainda. Alguns vírus, como o da catapora, não voltam a causar a doença novamente após uma primeira infecção.

No caso do vírus da zika, por exemplo, o corpo responde e a mesma pessoa não passa a ser afetada novamente, o que gera uma redução natural no número de casos.

A ciência ainda precisa estudar se o 2019-nCoV gera uma resposta imune definitiva ou se uma pessoa pode ser infectada mais de uma vez.

9. Há vacina disponível?
Ainda não há vacina disponível. A Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi) – grupo internacional para o controle de doenças – anunciou um fundo para apoiar três programas de desenvolvimento de vacinas contra o 2019-nCoV, o novo coronavírus. A Rússia também informou que busca uma vacina para o vírus. Um grupo de cientistas americanos anunciou que deve começar a testar as vacinas em três meses.

10. Qual é o status de transmissão entre países?
A OMS declarou em 30 de janeiro que os casos do novo coronavírus 2019 n-CoV são uma emergência de saúde pública de interesse internacional, não pelo que ocorre na China, mas pelos registros em outros países. Com isso, uma ação coordenada de combate à doença deverá ser traçada entre diferentes autoridades e governos.
Confira o número de países com casos de coronavírus
Esta foi a quinta vez que a organização decretou estado de emergência global para uma epidemia viral. As decisões anteriores foram tomadas para o zika vírus, a gripe H1N1, a poliomielite e o ebola.

A OMS diz que entende como "emergência pública internacional" apenas "eventos extraordinários", quando há um risco para a saúde pública em outros países devido à propagação de doenças, exigindo uma ação coordenada.

Supõe uma situação "grave, repentina, incomum ou inesperada, que tem repercussões para a saúde pública além das fronteiras nacionais do Estado afetado e que pode exigir uma ação internacional imediata".

 
Fonte: Redação / G1
 
 
Quanto tempo o novo coronavírus vive em uma superfície ou no ar? 15/04/2020
 
 
 
Quanto tempo o novo coronavírus vive em uma superfície ou no ar?
Segundo a OMS, não existe uma média de tempo da sobrevivência do vírus fora de seres humanos, mas existem algumas táticas de prevenção. Entenda.
Por G1

Ainda não é possível afirmar quanto tempo o novo coronavírus sobrevive na superfície ou no ar, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas pesquisadores afirmam que ele parece se comportar igual aos outros tipos de coronavírus.

Veja perguntas e respostas sobre o novo coronavírus
Estudos avaliados pela OMS apontam que o vírus pode persistir nas superfícies por algumas horas ou, até mesmo, vários dias. Isto pode variar e depende das condições do local, do clima e da umidade do ambiente.

As pessoas podem pegar o Covid-19 de outras pessoas que têm o vírus. A doença pode se espalhar de pessoa para pessoa através de pequenas gotículas do nariz ou da boca que se espalham quando uma pessoa com a doença tosse ou exala.

Essas gotículas pousam em objetos e superfícies ao redor da pessoa. Outras pessoas pegam o Covid-19 tocando esses objetos ou superfícies e depois tocando nos olhos, nariz ou boca.

A recomendação da OMS é de que, caso você desconfie que uma superfície está contaminada, limpe-a com um desinfetante e evite tocar nos olhos, na boca ou no nariz. Após isso, higienize as mãos com álcool ou lave-as com água e sabão.

No ar
As pessoas também podem pegar o novo coronavírus se respirarem gotículas de uma pessoa com Covid-19 que tosse ou exala gotículas. É por isso que é importante ficar a mais de 1 metro (3 pés) de uma pessoa doente.

A OMS está avaliando pesquisas em andamento sobre a maneira como o novo coronavírus é disseminado. Estudos até o momento sugerem que o vírus que causa o Covid-19 é transmitido principalmente pelo contato com gotículas respiratórias, e não pelo ar.

 
Fonte: Redação / G1
 
 
Brasil tem 1.736 mortes e 28.320 casos de coronavírus, diz ministério 15/04/2020
 
 
 
Brasil tem 1.736 mortes e 28.320 casos de coronavírus, diz ministério
Pelo segundo dia consecutivo, número de novas mortes confirmadas passa de 200.
Por G1

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (15) o mais recente balanço dos casos de coronavírus no Brasil. Os principais dados são:

1.736 mortes, eram 1.532 na terça, aumento de 13%
28.320 casos confirmados, eram 25.262, aumento de 12%
São Paulo tem 778 mortes e 11.043 casos confirmados

ATENDIMENTO: Leitos de UTI em SP começam a lotar a partir de maio, diz secretário
RIO DE JANEIRO: Famílias de pacientes mortos com coronavírus têm dificuldade para localizar corpos
FLORIANÓPOLIS: SC começa a testar casos suspeitos de coronavírus em "drive-thru"
 
Fonte: G1
 
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO sobre o falecimento de Sara Aparecida Antunes 15/04/2020
 
 
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO sobre o falecimento de Sara Aparecida Antunes


A Prefeitura de Itajubá vem esclarecer sobre o falecimento da senhora Sara Aparecida Antunes, após a mesma ter procurado atendimento médico na UBS Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Vila Poddis.

Primeiramente, lamentamos o falecimento da paciente em questão, nos solidarizamos com os familiares e amigos, porém informamos que não houve nenhuma negligência pelos profissionais da UBS e Secretaria de Saúde.

– A Unidade Básica de Saúde (UBS) Nossa Senhora de Lourdes, assim como qualquer UBS do país, ao cumprir a cartilha determinada pelo Ministério da Saúde, NÃO realiza atendimento médico domiciliar. Esse trabalho é realizado por médicos de Estratégia de Saúde da Família com agendamento prévio.

– Em nenhum momento, a UBS do bairro Vila Poddis, foi omissa em socorrer a paciente. No caso da senhora em questão foi realizado o trâmite previsto: ao ligar para a UBS, a paciente teve o acolhimento efetuado pela enfermeira da UBS que fez várias perguntas sobre qual era a queixa e situação da senhora. Após ouvir o relato, a enfermeira orientou a paciente a comparecer na UBS para receber atendimento, já que sua queixa era de caráter não-urgente: uma foliculite sobre a pele popularmente conhecida como “furúnculo”. Após a enfermeira ouvir a paciente, explicar sobre a impossibilidade do atendimento domiciliar e oferecer a ambulância do SAMU, caso a queixa fosse além da foliculite, a paciente se exaltou e desligou o telefone.

– A Prefeitura tem orientado diariamente em seu Boletim Diário que as pessoas FORA do grupo de risco evitem procurar os postos e prontos-socorros de imediato para evitar aglomerações, porém nossas UBS e ESF’s estão abertas e atendendo normalmente os casos necessários, seguindo todas as orientações do Ministério da Saúde nesse período pandêmico de Covid-19.

– Em NENHUM MOMENTO foi orientado que pacientes do grupo de risco deixassem de procurar atendimento. Também não foi divulgado que as pessoas do grupo de risco seriam socorridas em casa.

– O atendimento domiciliar de pacientes assistidos pelas UBS’s está ocorrendo, no momento da pandemia, apenas para VACINAR pessoas ACAMADAS e MAIORES DE 80 ANOS contra a gripe e pelas equipes de ESF com agendamento prévio.
 
Fonte: Redação/Secom
 
 
burracos na rua Doutor Luiz Rennó 24/03/2020
 
 
 
 
Fonte: Redação JIA
 
 
buracos na rua Doutor Luiz Rennó 24/03/2020
 
 
 
 
Fonte: Redação JIA
 
 
Pandemia de coronavirus 24/03/2020
 
 
 
 
Fonte: Redação JIA
 
 
Bolsonaro: Povo descobrirá que foi enganado sobre Covid-19 23/03/2020
 
 
 
Bolsonaro: Povo descobrirá que foi enganado sobre Covid-19


Presidente voltou a afirmar que existe um exagero nas medidas de combate ao coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV Record na noite de domingo que a população descobrirá em breve que foi enganada pelos governadores de Estados e pela imprensa na crise causada pela pandemia do novo coronavírus e voltou a afirmar que existe um exagero nas medidas de combate à Covid-19, doença causada pelo vírus.

Bolsonaro --apesar de dizer que jamais atacou governadores, mas que é atacado por eles constantemente-- acusou os chefes dos Executivos estaduais de "exterminarem" empregos, e disse esperar não ser responsabilizado no futuro pelo caos econômico que, segundo ele, resultará das medidas estaduais

"Brevemente o povo saberá que foi enganado por esses governadores e por grande parte da mídia na questão do coronavírus", disse Bolsonaro.

"Calma, tranquilidade, não levar pânico à população. Não exterminar empregos, senhores governadores. Sejam responsáveis. Espero que não queiram me culpar lá na frente pela quantidade de milhões e milhões de desempregados", afirmou.

Bolsonaro disse ainda que os impactos de medidas restritivas adotadas por governos estaduais sobre os empregos será maior do que o que a Covid-19 terá no país. Sem dar detalhes, ele fez a previsão que o número de mortes causadas pelo coronavírus no Brasil será menor do que as 800 causadas no ano passado no país pela gripe H1N1.

O presidente que, recentemente chamou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de "lunático" e também entrou em atrito público com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), negou que venha atacando os chefes de governo dos Estados.

"Você não me vê atacando nenhum governador. Eles é que me atacam constantemente", disse. "Isso não começou agora não, desde o início do ano passado que eles me atacam."
Bolsonaro negou estar preocupado com os impactos da crise sobre sua popularidade, ao mesmo tempo que minimizou panelaços recentes realizados contra ele em várias cidades do país, alegando que eles foram incentivados pela TV Globo.

No domingo, o Ministério da Saúde informou que o Brasil tem 1.546 casos confirmados de Covid-19 --com casos da doença registrados em todos os Estados do país-- e 25 mortes.
 
Fonte: Redação JIA
 
NOTÍCIAS ANTERIORES  
 
20/02/2020
Prefeitura de Belo Horizonte seleciona em todo o país propostas artísticas para o Circuito Municipal de Cultura Serão escolhidas atrações nas áreas de ...
20/02/2020
Mais abrangente, vacina contra pneumonia desenvolvida pelo Butantan é testada em humanos Estudos feitos em parceria com pesquisadores de Harvard (EUA) têm ...
20/02/2020
Ituran: Saiba quais os veículos mais visados pelos bandidos no carnaval Saiba quais os veículos mais furtados e roubados durante os festejos Um levantamen...
06/02/2020
Suspeito diz que prima sufocou pai e filho de família morta no ABC O terceiro homem preso sob suspeita de envolvimento no assassinato de uma família no ABC...
03/02/2020
As meninas do Yuracan categoria armador participaram do 1torneio de futebol na cidade de São José do Alegre (MG), no dia 2 de janeiro de 2020. Evento idealiz...
26/01/2020
Pacto de silêncio blinda vida íntima de Gugu após escândalo Partes na disputa pela fortuna entram em acordo para não prejudicar a memória do apresentador...
26/01/2020
Bom Sucesso termina com morte de Alberto, e audiência surpreende até mesmo os autores Escrita por Paulo Halm e Rosane Svartman, "Bom Sucesso" (Globo) termina ...
12/01/2020
1 torneio de Futebol Society feminino no Yuracan Ganchão Aconteceu no domingo dia 15 de dezembro numa tarde quente e cheia de emoções. O 1 torneio de futebo...
24/11/2019
Gugu foi disputado pessoalmente por Silvio Santos e Roberto Marinho No auge do sucesso, nos anos 1980, Gugu Liberato, que morreu nesta sexta-feira (22) aos 60 ...
24/11/2019
"Agora sigo adiante", diz texto lido antes de retirada de órgãos de Gugu Cirurgia foi realizada na madrugada de sábado para domingo e contou com homenagens ...
24/11/2019
Desfile do Flamengo para comemorar o título da Libertadores termina em confusão no Centro do Rio Festa reuniu milhares de pessoas e ocorreu sem incidentes at...
24/11/2019
Corpo de Gugu Liberato deve chegar ao Brasil até quinta-feira Apresentador morreu nos EUA, aos 60 anos, após uma queda em sua casa num condomínio perto de O...
17/11/2019
Campanha de Vacinação contra o Sarampo começa na segunda-feira 18 de novembro No dia 18 de novembro, segunda-feira, iniciará a segunda etapa da Campanha de...
17/11/2019
Prefeitura adquire novos veículos para Saúde e conquista mais um objetivo de gestão Visando melhorias nos serviços prestados e o conforto de pacientes que ...
17/11/2019
ATENÇÃO – CORRIDA PELA SAÚDE E CAMINHADA DOS ENTAS ADIADA A Prefeitura de Itajubá informa que, em virtude da previsão meteorológica de chuvas intensas ...
17/11/2019
Equipe Caiçara é a grande campeã da XVIII Taça Candoca de Futsal Em partida decisiva na noite desta última segunda-feira, 11 de novembro, os times finalis...
17/11/2019
Cemig informa locais que haverá interrupção no fornecimento de energia A Cemig informa que, para possibilitar a execução de serviços de melhoria na rede ...
17/11/2019
Prefeitura realiza manutenção em importante Patrimônio Histórico Um Patrimônio Histórico carrega importância social e cultural de uma cidade. Sabendo ...
17/11/2019
Escola Cívico Militar em Itajubá Itajubá recebeu na tarde de terça-feira, dia 12, a visita do Deputado Estadual Coronel Carlos Henrique Coelho de Campos....
17/11/2019
Presídio de Itajubá completa 10 anos e é considerado modelo para Minas Gerais O Presídio de Itajubá completou 10 anos de atividades e na última quarta-...
+ NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTOS  
 
Facebook
 
Twitter
 
G1
 
Portal Terra
 
Inter Ney
 
Dicas L
 
Gmail
 
Yahoo
 
Hotmail
 
Charges
 
Humor Tadela
 
Caixa
 
Correios
 
Google
 
Humor Babaca
 
Blog do Madeira
 
Uol
 
Ponto Frio
 
Globo Esporte
 
Skype
 
Kboing
 
Baixa Ki
 
Ricardo Eletro
 
Mercado Livre
 
Net Shoes
 
Extra
 
Portal R7
 
Jogos Menina
 
Buraco
 
VTO
 
Savetone
 
Paraiso
 
DestinoShow
 
Big Farm
 
One Piece
 
Dafiti
 
Passagens
 
Jogos Barbie
 
Jogos Mário
 
337 Jogos
 
Banco Brasil
 
Jogos Zumbis
 
Empire
 
OGame
 
Desert
 
1 vs 100
 
Ikariam
 
WarGame
 
FOE
 
Youtube
 
waiBrasil Publicidade
 
Par Perfeito
 
Linkedin
 
Jia
 
Ponto Frio
 
Americanas
 
Lojas Edmil
 
Casas Bahia
 
Magazine Luiza
 
Mattos Calçados
 
Casa joka
 
A Mineira
 
Casa América
 
 
 
Publicidade
 
Nossos Contatos
(35) 99956-1464 - VIVO
(35) 98818-3391 - OI
redacao@jornalinformeeacao.com.br
jornalistaellianna@jornalinformeeacao.com.br
contato@jornalinformeeacao.com.br
eliana.teixeira@gmail.com
2020 ® Marca Registrada para Agência de Comunicação E. M. Teixeira Ltda. Todos os direitos reservados.